Home ] Karate-do como Defensa ] Karate-do como Auto-defesa? ] Karate-do: hit and avoid being hit? ] News About my Death... ] Notícias acerca da minha morte... ] Noticias acerca de mi muerte ] Institutionalisation and Competition in Shotokai ] Institucionalização e Competição em Shotokai ] Institucionalización  y Competición  en Shotokai ] Ensino de Karate-do Shotokai a Crianças ] Enseñando karate-do shotokai a los niños ] Teaching Karate-do Shotokai to Children ] L'insegnamento del Karate-do Shotokai ai bambini ] Vitória sem Luta ] Victory Without Fighting ] Vencer Sin Enfrentamiento ] Shotokai Karate Budo's Enciclopedias Online ] Shotokai Karate Budo’s Online Enciclopedias ] Le Enciclopedie Online dello Shotokai Karate Budo ] [ Diversidade Técnica e Valores Comuns ] Technical diversity and common values ] Differenze tecniche e valori comuni ] A prática Shotokai é Multiforme ] La practique Shotokai est Multiforme ] Discurso do Presidente da ASP ] Karatecas de todo o Mundo ] SIM-Objectives,Logo and Program ] SIM - Inscr. ] SIM-Questions&Answers ] SIM-particip ] SIM-Conclus ]

Centro de Artes Orientais www.cao.pt


Diversidade Técnica e Valores Comuns
(Trabalhando num Projecto Conjunto)

John Godfrey Saxe (1816-1887), poeta americano, escreveu um poema interessante baseado numa fábula indiana com o título "Os Cegos e o Elefante". O poema fala sobre seis homens cegos do Industão que decidiram aprender o que era um Elefante. Cada um deles tocou uma parte do animal. Um tocou o lado do corpo do Elefante e disse que o Elefante era como uma parede, outro tocou a tromba e ficou convencido que o animal era como uma grande serpente, o que tocou o joelho disse que era como uma árvore e assim por diante.

Assim todos acharam a sua "própria verdade".

Começaram a discutir alto e prolongadamente, cada um com a sua própria opinião, sobre o que seria o Elefante. Embora cada um tivesse em parte nesse direito, a recusa em ouvir os outros no esforço para impor as suas próprias razões deixou-os com o seu ponto de vista limitado!

A moral deste poema recorda, tristemente, o que, na minha modesta opinião, favoreceu a fragmentação entre os grupos Shotokai, pelo menos na Europa.

Durante os últimos anos a convicção firme que alguns líderes de grupo têm demonstrado - se não com palavras pelo menos em factos - serem os únicos guardiães da verdade, gerou a falta de comunicação entre os grupos Shotokai e a impossibilidade, apesar da presença de pessoas com uma técnica muito alta, de criar uma associação de Shotokai internacional. Muitos destes líderes afirmaram que estão interessados e desejosos em relação a este assunto... mas com a condição tácita que isto só será possível se forem eles a conduzir o grupo.

A presunção de ter achado a forma definitiva e perfeita e a crítica incondicional contra outros grupos que, com as " diferenças técnicas " deles, tragam à discussão o sistema e estabilidade da organização indica uma compreensão distorcida da via Budo. Budo não é uma instituição imutável mas uma realidade viva.

Hironishi Sensei, referindo-se à oposição de Egami Sensei contra o dogmatismo e a dureza da NKK (JKA), escreveu: «No Budismo diz-se que a alma se quer expressar com forma e a forma requer alma. O ideal seria deste modo, mas na realidade a forma muitas vezes se esquece da alma e se tenta manter só. Os templos (forma) esquecem-se de Buda (alma) e só mostram a sua beleza e o seu tamanho estrutural.

Forma e alma são como carne e osso, mas não se devem prender numa determinada forma. Dito de outro modo, não devem transformar forma em algo de divino e imutável. A alma, se evoluir constantemente, nunca deixará de procurar uma nova forma com que se possa expressar melhor..»

Depois do que foi dito é minha convicção que, pelo menos neste primeiro meeting, enfatizar os aspectos técnicos poderia ser um risco e ainda não pode formar a base para começar a reconciliar os grupos de Shotokai. De facto neste caso eu temo que as pessoas começassem novamente a destacar de um modo crítico as diferenças e criar expectativas sobre alcançar uma posição de liderança.

Na minha humilde opinião um grupo internacional, na presente situação, não pode e não deve ser uma estrutura monolítica liderada por um único líder técnico mas, mais realisticamente, um tipo de confederação na qual a individualidade de cada grupo e liderança deve ser aceite, deve ser respeitada e deve ser considerada como um incentivo para o progresso comum.

Além das várias formas (a diversidade técnica inegável) nós temos uma alma comum (os valores todos nós consideramos como base do nosso trabalho). Na minha opinião podemos começar desta raiz comum para criar uma primeira forma de colaboração e intercâmbio de conhecimento e experiências.

Durante os últimos anos, graças à difusão da Internet, todos os grupos fizeram um grande e qualitativo trabalho apontado à difusão da história do Karate-do e para a divulgação dos valores essenciais do Shotokai. Gostaria de citar, entre as várias realidades na Web, as Enciclopédias da Shotokai Karate Budo (sites shotokai.com e shotokai.cl) que são, dada a quantidade e a qualidade da informação, o mais alto expoente das fontes informativas de Shotokai.

Hoje em dia o Shotokai já não é mais um estilo desconhecido e todos nós recebemos contactos de pessoas interessadas em Karate-do entendido como uma arte de Budo e não como um simples desporto. Isto também é devido à grande difusão de informação histórica e filosófica correcta pela Web.

Esta informação, não temo em afirmá-lo, é amplamente aceite e compartilhada por todos os grupos de Shotokai independentemente de sua origem ou linhagem.
Graças aos instrumentos de comunicação que nós dispomos hoje em dia, a International Shotokai Mailing List por exemplo - até mesmo com os inegáveis soluços e distorções conhecidos pela maioria de nós - permite-nos diariamente a troca de opiniões, propostas e conhecimentos que superam as grandes distâncias geográficas.
Graças à International Shotokai Mailing List a ideia desta reunião surgiu e o grande esforço e capacidades organizativas do meu amigo Mestre José Patrão e de toda a Associação Shotokai de Portugal transformou-a em realidade.

Gostaria agora de lhes fazer uma proposta que poderia tornar-se numa oportunidade para trabalharmos junto num projecto comum e, talvez, para concretizar os objectivos secundários deste Meeting:
- promover o intercâmbio de prática, conhecimento e sabedoria;
- reforçar a amizade entre a comunidade Shotokai internacional.
Já apresentei esta proposta na International Shotokai Mailing List no último mês de Julho e várias pessoas da lista aceitaram isso de uma forma entusiástica. Demos o nome de " Shotokai Documentation Project " (Projecto de Documentação do Shotokai) ou " Shotokai Info Database " (Base de Dados de Informações de Shotokai).

Já recordei que várias pessoas fizeram pesquisas importantes em campos históricos, filosóficos, pedagógicos e técnicos. A partir dos resultados destas pesquisas elas escreveram documentos muito interessantes que foram completamente publicado na rede. . . infelizmente só num ou, nos melhores casos, em alguns idiomas.

O projecto que gostaria de propor à vossa atenção é direccionado para promover a difusão destes documentos traduzindo-os no maior numero de idiomas possível...
A maneira de tornar isto possível poderia ser a criação de um website no qual nós deveríamos publicar toda a documentação qualitativa. Então, deveríamos criar um grupo de voluntários para cada país/idioma que gostasse de dedicar alguma parte do seu tempo livre à tradução destes documentos no seu idioma materno (ou em idiomas que soubessem muito bem). Em pouco tempo teremos muitos documentos de grande qualidade traduzidos em vários idiomas, publicados naquele website e livremente disponíveis ao público em geral.

Uma hipótese para uma estrutura dedicada a este projecto deveria prever um Coordenador de Projecto (o webmaster) que administraria o website e que poria online os artigos a traduzir. Para organizar melhor o trabalho de tradução deveríamos criar um grupo de trabalho e um coordenador para cada país/idioma. Cada Coordenador de Idioma distribui artigos para traduzir a alguém do seu grupo (que gostasse de fazer isso, obviamente!), testa a tradução para verificar que é literal e correcta e ele é a única pessoa encarregue de enviar o trabalho final ao Coordenador de Projecto que publicará o artigo no website.

Todos os que sejam capazes de facilmente traduzirem de inglês (ou de outros idiomas) para o seu idioma devem de sentir à vontade para entrarem no grupo de trabalho independentemente do seu nível de graduação no Karate-do.

Deste modo melhorará a difusão de ideias e valores fundamentais nos quais todos nós baseamos o nosso trabalho técnico e as nossas pesquisas.
A utilidade deste trabalho será dispor de um número crescente de informação e para divulgar para o público em geral a essência do Shotokai.
Se alguém estiver a pensar que esta ideia não resulta creio que posso mudar o seu pensamento facilmente: este sistema já está em prática! Se alguém pode ler as comunicações desta reunião em espanhol ou italiano e não só nos idiomas oficiais: português, inglês e o francês é porque nós fizemos este tipo de trabalho.

Isto é apenas uma hipótese que podemos discutir e melhorar. Por isso eu gostaria de convidar todas as pessoas interessadas em continuar esta discussão e na criação deste projeto no International Shotokai Mailing List. Pode continuar a visitar a página da mailing list e juntar-se a ela em:

http://groups.yahoo.com/group/shotokai/

Compartilhar informação e conhecimento, divulgar e dar sempre crescente destaque dentro do Mundo do Karate para os ideais e princípios do Shotokai, entendidos como uma Arte Budo, são já factores unificadores e poderiam tornar-se instrumentos para superar o isolamento, a dureza e o individualismo e chegar - talvez no futuro próximo - a praticar juntos com o espírito colaborante substituindo a crítica incondicional com o respeito pelas diferenças técnicas e a consciência de seguir o mesmo caminho.

Marco Forti

Scuola Shotokai Italia

marco.forti@shotokai.net

© Copyright, Marco Forti, 2003

 

Up ] Karate-do como Defensa ] Karate-do como Auto-defesa? ] Karate-do: hit and avoid being hit? ] News About my Death... ] Notícias acerca da minha morte... ] Noticias acerca de mi muerte ] Institutionalisation and Competition in Shotokai ] Institucionalização e Competição em Shotokai ] Institucionalización  y Competición  en Shotokai ] Ensino de Karate-do Shotokai a Crianças ] Enseñando karate-do shotokai a los niños ] Teaching Karate-do Shotokai to Children ] L'insegnamento del Karate-do Shotokai ai bambini ] Vitória sem Luta ] Victory Without Fighting ] Vencer Sin Enfrentamiento ] Shotokai Karate Budo's Enciclopedias Online ] Shotokai Karate Budo’s Online Enciclopedias ] Le Enciclopedie Online dello Shotokai Karate Budo ] Diversidade Técnica e Valores Comuns ] Technical diversity and common values ] Differenze tecniche e valori comuni ] A prática Shotokai é Multiforme ] La practique Shotokai est Multiforme ] Discurso do Presidente da ASP ] Karatecas de todo o Mundo ] SIM-Objectives,Logo and Program ] SIM - Inscr. ] SIM-Questions&Answers ] SIM-particip ] SIM-Conclus ]


WebDesign: José Patrão (Geral); Nuno Barradas & Manuela de Castro (Mon website).  Logo: Jorge Costa. Permanent Team: Nuno Figueiras Santos, José Morgado, Raul Pereira, João Geada.

©Copyright: Centro de Artes Orientais, 1997 - 2011